Liderança Comportamento Relacionamento

Não faça suposições sobre o comportamento da equipe


Não faça suposições sobre o comportamento da equipe

Vicki Halsey, vice-presidente de aprendizagem aplicada da The Ken Blanchard Companies tem um frase bem interessante:

“As suposições podem atrapalhar a dinâmica da equipe, mas substituir essas suposições por ações pesquisadas, não apenas substitui a “frustração por foco”, mas também aumenta o sucesso da equipe”.

Nesse post vamos passar por três pontos para liderar uma equipe de sucesso. Fique ligado, continue lendo e saiba mais sobre esse pontos importantes!

“Muitas pessoas presumem que os indivíduos chamados juntos para servir em uma equipe já saberão automaticamente o que a equipe está tentando alcançar e como obter alinhamento, definir metas de grupo e identificar funções individuais. Eles até assumem que existe um plano para lidar com o conflito pois isso ocorre inevitavelmente.”

Essas “suposições” raramente são verdadeiras, diz Vicki Halsey.

Algumas pessoas entendem o conceito de estar em uma equipe, mas não têm muita experiência em fazê-lo bem.

É como a pergunta comportamental em uma entrevista:  “Conte-me sobre uma época em que você ajudou com sucesso uma equipe e ou seus colegas a alinhar em torno de um objetivo comum, identificar funções individuais e lidar com o conflito”.

A pessoa pode conhecer as etapas, mas raramente, se alguma vez, aplicou essas etapas por conta própria.

Isso é um problema, considerando quanto tempo as pessoas passam trabalhando em equipes e a natureza crítica do sucesso da equipe, diz Vicki Halsey.

Ela aponta uma pesquisa executada pela Blanchard Companies que constatou que apenas 27% das pessoas estão satisfeitas com o desempenho das equipes de trabalho das quais participam.

A lenda do gerenciamento, Peter Drucker, disse certa vez:  “As únicas coisas que acontecem naturalmente nas organizações são atrito, confusão e baixo desempenho. Todo o resto exige liderança.”

Liderar uma equipe de sucesso requer clareza, comunicação e um processo. Infelizmente, a maioria das pessoas nunca foi treinada em nenhum desses.

Como resultado, as pessoas trazem para uma equipe quaisquer habilidades e técnicas que aprenderam ao longo do caminho, e isso pode ser uma mistura de estratégias boas e ruins, dependendo da experiência de vida de cada pessoa.

Clareza

É importante ter um início estruturado para qualquer nova formação de equipe.

Chamamos isso de fretamento. A constituição da equipe ajuda o líder a cobrir, desde o início, todos os princípios básicos que devem estar presentes para alinhar a energia, evitando problemas e dores de cabeça mais tarde.

É aqui que o líder ganha a clareza de que pode recorrer mais tarde, quando o comprometimento e o desempenho da equipe começam a vacilar.

É a base excelente, clara e inspiradora que o líder pode trazer à medida que a equipe avança, sendo o bloco de construção mais essencial de uma equipe de alto desempenho: Esforce-se primeiro pela clareza!

Comunicação

As habilidades de comunicação são a mistura descritas anteriormente. Dependendo da experiência de vida, as pessoas trazem todos os tipos de estratégias de interação diferentes para uma discussão em equipe.

Algumas pessoas se intrometem, enquanto outras se retêm.

Alguns têm a tendência de monopolizar as conversas e outros são silenciosos e só compartilham quando solicitados.

Alguns parecem gostar de conflitos, enquanto outros os evitam a todo custo.

No nosso Programa de Liderança para Alta Performance, Coaching e Mentoring, temos uma ótima seção sobre isso, que foi desenvolvida por Vagner Molina, Mozart Fernandes e Marco Aurélio. Nos concentramos em aumentar a “franqueza” e a “curiosidade” ao se comunicar com outras pessoas, especialmente em um ambiente de equipe.

Franqueza é falar a verdade e compartilhar sua experiência de uma forma que ilumine coisas que outras pessoas da equipe talvez não conheçam.

A curiosidade é manter a mente aberta e a boca fechada. Trata-se de fazer perguntas e ajudar a extrair a sabedoria e a experiência dos membros da sua equipe, em vez de esperar por uma oportunidade em compartilhar as suas.

Tenha em mente que tanto a franqueza quanto a curiosidade são essenciais para o sucesso da equipe.

Processo

Ter um processo e um modelo previsível é o terceiro recurso que um líder de equipe precisa, diz Halsey.

As equipes passam por quatro estágios previsíveis em seu caminho para o alto desempenho. Isso inclui um estágio de Insatisfação que descarrila muitas equipes.

Ocorre após a formação da equipe, quando vencem as primeiras entregas.

Dependendo das habilidades que as pessoas trazem para o processo, alguns se saem bem em seu primeiro conjunto de resultados, enquanto outras ficam aquém, elas consideram que não tiveram tempo suficiente devido as prioridades concorrentes, etc.

Agora a equipe enfrenta seu primeiro teste.

Será que os membros da equipe sabem como redirecionar o comportamento, recuperar o comprometimento e manter a equipe avançando?

Ou a equipe fica paralisada porque ninguém se destaca e tem as habilidades para liderar?

Este é o ponto crítico quando todos precisam ser capazes de diagnosticar onde a equipe está ao longo de um processo que muitos de nós conhecemos como “Forming, Storming, Norming e Performing(Formando, Tempestade, Normatizando e Executando).

Quando uma equipe se encontra na difícil fase de Tempestade, as pessoas precisam de um plano predeterminado avançando para a Norma(alinhamento e compromisso) e, em seguida, para a Execução(realização do trabalho).

Vá longe, mas juntos!

Como indivíduo, você não pode fazer muito.

Você precisa de uma equipe de indivíduos comprometidos mutuamente que sejam capazes de ajudar os clientes com os problemas complexos que eles estão enfrentando.

A boa notícia é que você pode aprender as habilidades necessárias para ser um grande líder de equipe, quando tiver a chance, e tornar-se um grande membro de equipe, até que esse dia chegue.

Esforce-se para ter clareza desde o início, não importa o papel que você esteja desempenhando. Incentive os membros da equipe a praticar as habilidades de comunicação, como franqueza e curiosidade, assim estarão prontos para compartilhar, explorar a sabedoria e a experiência de outras pessoas.

Certifique-se de que a equipe tenha um processo para lidar com o conflito e a desilusão que vêm à tona de maneira previsível.

Eu amo o provérbio:  “Se você quer ir rápido, vá sozinho. Se você quiser ir longe, vá junto”.

É um grande mantra para o ambiente de trabalho moderno.

Desenvolva as habilidades necessárias para o sucesso da sua equipe!

Pense nisso e boa semana!

“Apoio neste post Blanchard Company”

Quer saber mais sobre nosso Programa Liderança para Alta Performance, Coaching e Mentoring? Acesse já e baixe o programa completo!


Author

Vagner Molina

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Programa CML

Preencha e receba no seu email a Apresentação completa do Programa Coaching, Mentoring e Liderança By “O Monge e o Executivo”